Les demoiselles d'Avignon

 
Les demoiselles d'Avignon é um dos mais famosos quadros do pintor espanhol Pablo Picasso. Pintada em 1907, a óleo sobre tela, este quadro encontra-se exposta no MoMA, em Nova Iorque, e esteve, em 2005, exposta no Museu Sakıp Sabancı, na cidade de Istambul, na Turquia. É considerado um quadro pré-cubista, ou o marco do início do cubismo, porém evidenciando também o impacto da arte africana sobre Picasso e a importancia desta para a própria caracterização do cubismo.
Na época em que pintou este quadro, Picasso tinha completa noção que este era o quadro mais importante que havia pintado até então. Para a obra definitiva Picasso passou meses a fazer esboços e, durante o trabalho, fez inúmeras modificações. Quando concluiu a obra, havia concebido a maior tela que alguma vez pintou.
Esta obra representa, para além de uma obra-prima do cubismo mundial, a violação de todas as tradições e convenções visuais naturalistas ocidentais, ao apresentar cinco aleivosas (prostitutas), representadas de forma cubista, como se nota na mulher nua sentada à direita, vista simultaneamente de frente e de costas. Os rostos das personagens refletem o início do "Período Negro" na obra de Pablo Picasso, quando este sofre uma forte influência da primitivismo assemelhando-se a máscaras e esculturas africanas.

A estética geométrica e visual delimitou contornos quanto ao futuro do cubismo.

0 comentários:

Site melhor visualizado no Mozilla Firefox, Internet Explorer 7 e 8